terça-feira, abril 18, 2006

Uma velha música

Mexendo no computador. O meu ligou direitinho,ao contrário da imensa maioria dos pc's dos meus amigos. São computadores friorentos. Acabei ouvindo algumas músicas enquanto trabalhava a 30% de atenção. Mais do que isso imediatamente desligo a música. Estudos e trabalho só faço em silêncio,ou quase pois resmungo bastante.
Por umas daquelas coincidências que fazem o gosto de muita gente,enquanto desdobrava algumas imagens antigas que fiz da Lua as caixas de som começaram a tocar o velho sucesso do "Nenhum de nós".Falo do "Astronauta de mámore". Eu tinha uns 15 anos na época.Adorava a música que foi lançada no aniversário de 20 anos do pouso do homem na Lua. 1989 foi um ano agitado pra mim,além dos hormônios e congêneres. Filho único ganhei uma irmã.Terminava o 1ºgrau e já me despedia do velho bairro e dos colegas de infância. E tambem assistia "Anos incriveis".No entanto me achava mais esperto que o protagonista.Ainda me acho.
A música vai passando e vou relembrando das aulas de violino (tem um violino na música). Pra alegria dos meus vizinhos e dos seus cachorros eu me mudei.Hoje não toco mais violino e sinto uma certa falta disso.Um dia quem sabe... O certo que já não sou mais o mesmo mas estou no seu lugar (isso soa meio confuso). Só não voltei mais puro do céu.Nunca estive lá.
Se aos 30 anos tenho esse apego ao passado não necessariamente o creio como feliz.Foi quase normal. Se os deuses dessem-me a chance de viver novamente aqueles anos eu passaria a vez e pediria uma conta bancária de verdade. Eu aprendi muito com Peggy Sue. Preferiria viver melhor a época de faculdade. Cometeria erros diferentes. No balanço final tudo sairia do mesmo jeito.Somos fiéis aos erros e quase refratários aos acertos. E qual a vantagem de ter 30 anos? Primeiro que a configuração cerebral está devidamente consolidada. Tudo funciona direitinho,na média. Não tenho mais surpresas com meu corpo.Nos conhecemos bem agora e nunca saimos separados. Os gostos não são tão refinados assim - refinamento demora muito e independe de grana-mas sei do que gosto e detesto.E tergiverso bem menos agora. Sabedoria? Pouquinho.
Começou a cair uma chuva fina. O JN fala sobre os 100 anos do Big One em San Francisco e dos 60% de chance de um novo terremoto nos próximos 25 anos. Terei 55 caso o Irã não detone o mundo.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home